Buscar
  • Farmácia de Manipulação

Alfafa: Conheça suas Propriedades Medicinais




A alfafa (de nome científico Medicago sativa) é uma planta usada como alimento, também conhecida como lucerna, e tem efeitos medicinais. Pertence à família das leguminosas, como o feijão, apesar de ser menos conhecida, o que faz com que muitas pessoas deixem de consumi-la e aproveitar seus benefícios.

O sabor da alfafa é agradável e o alimento é uma fonte de proteínas, com poucas calorias. O consumo é principalmente dos brotos (sementes), mas as propriedades medicinais se concentram também nas suas folhas e flores, e ela também pode ser encontrada à venda em pó.


Benefícios da Alfafa

A alfafa é fonte das vitaminas A, C, D, E, K e do complexo B, o que ajuda a melhorar o funcionamento do sistema imunológico e a disposição. Também é rica em cálcio, potássio, ferro, ácido pantoténico, biotina, ácido fólico e outros 16 aminoácidos que são essenciais para a saúde.


Quando inserida na dieta alimentar, a alfafa pode melhorar o fluxo sanguíneo, combate à fadiga, e, além disso, possui ação diurética e hipocolesterolemiante. Ou seja, ajuda a controlar o nível de glicose no sangue e a controlar a pressão arterial, bem como eliminar pela urina as toxinas do corpo e evitar retenção de líquidos.


Controle de Doenças

Outras capacidades de cura da alfafa são para as úlceras do estômago e do duodeno causadas pela gastrite: para quem sofre desse mal é recomendável sempre o seu consumo regular. A alfafa proporciona bons benefícios para a glândula pituitária, onde tem a hipófise no cérebro. Seu efeito no ph do corpo é alcalino, e por isso consegue desintoxicar o fígado e eliminar o sódio (sal) em excesso no corpo, bem como combater alergias.


A alfafa também contém “saponinas” como um dos componentes ativos, que, no intestino, bloqueia, como um emulsificante, a absorção da gordura, fazendo com que esta seja eliminada pelas fezes. Além disso, combate a anemia, já que é rica em proteínas e ferro.

Os “carotenoides” que ela tem podem prevenir o surgimento de doenças do coração, doenças degenerativas nos olhos e alguns tipos de câncer. Já o ácido fenólico, ajuda a prevenir a formação de coágulos no sangue, reduzindo a incidência de AVCs, trombose e outras doenças de circulação.

Na forma de chá, a alfafa pode ser tomada em jejum, podendo ajudar a calcificar os ossos e combater o excesso de ureia. O chá também é utilizado popularmente como um calmante natural.


Uso da Alfafa: Chá e Culinária

As flores e as folhas de alfafa podem ser consumidas na salada ou mesmo cozidas. Já o broto, a semente de alfafa pode ser cozida como o feijão, e adicionada na salada ou sopas. A raiz da alfafa também pode ser utilizada por aquelas mães que são mais naturistas: sendo descascada, seca e desfiada, a raiz pode virar uma escova de dente natural, com propriedades medicinais para combater a halitose (o famoso mau-hálito). Outros usos menos comuns são como erva de banho e enxaguante para cabelo.


Como Fazer o Chá de Alfafa

O chá de alfafa deve ser feito a partir da folha seca, para que ela não murche e perca parte das qualidades terapêuticas. Se for secar em casa, deve ser na sombra. O uso terapêutico recomendável é tomar um copo antes do almoço, quatro vezes por semana. As folhas e flores da alfafa não possuem qualquer tipo de contra-indicação, portanto chá não tem efeitos colaterais.


Cuide de sua saúde com produtos de qualidade feitos com carinho especialmente pra você.

Farmácia Magistral Peixoto Gomide

Entre em contato conosco pelo Whats App: https://bit.ly/contatomagistral (11 96577 2009)





8 visualizações

Farmácia Magistral Peixoto Gomide LTDA ME       CNPJ: 00.653.117/0001-74